Livro x Filme – Como eu era antes de você

Andei passando por uns ~probleminhas~ de saúde (que ainda penso se divido ou não por aqui), assim tive algumas boas horas deitada no hospital pensando em como foram improdutivas. Já quando fui fazer um procedimento programado que me exigia passar horas deitada antes, levei para ler “Como eu era antes de você”, que já estava a meses na minha estante de leituras pendentes.

Li quase a metade do livro naquela tarde, e ele foi meu companheiro nos dias que se seguiram na recuperação em casa. Apesar da associação não ser tão boa (pois sempre vou lembrar do livro enquanto passava por aquilo), eu amei a leitura, e tenho certeza que ele amenizou aquela situação, deixando-a menos pesada e até um pouco prazerosa.

Fazia muito tempo que eu queria ler algo da Jojo Meyers, e havia comprado esse livro na Feira ano passado. Quando comecei a ver pela internet as primeiras perspectivas e imagens do filme, agilizei a leitura para terminar antes do filme estrear. Logo depois já comprei a continuação “Depois de você”, e até já comecei a ler, mas sem o mesmo empenho.

E ontem, finalmente, fui assistir ao filme com a minha mãe, que não leu o livro. Ela adorou e até chorou em alguns trechos, acho que fruto do inesperado triste fim. Eu achei o filme lindo! Muitas coisas foram parecidas com a minha imaginação (como já sabia quem eram os atores antes de ler, foi mais fácil fazer esse vínculo) e outras muito melhores, como a fotografia.

Que cenários maravilhosos! Como suspeita que sou, por amar as cidades interioranas da Inglaterra, achei perfeita a cidadezinha, o castelo, o rio, o café e a casa da família da Lou.

Que trilha sonora! Com Ed Sheeran, Imagine Dragons, Jack Garatt, entre outros, as músicas deixaram o filme mais leve e agradável. Também sou muito suspeita aqui, pois adoro esses músicos.

Achei a atuação da Emilia ótima, e olha que pra mim é difícil separá-la da Daenerys Targaryen. Ela é super expressiva, aquelas sombrancelhas escuras não param de mexer quando ela fala. Creio que deram um ar muito mais “figura” pra ela no filme para dar um toque de comédia, mas no livro ela não era assim tão divertida. Funcionou super bem!

Algumas tramas foram deixadas de fora (como o caso do pai e a irmã do Will), mas não fizeram nenhuma falta. Apesar de eu ter particularmente gostado muito do livro, eu adorei a adaptação! E isso é raro, hein? Geralmente os livros são muito melhores do que os filmes.

Turistando: The London Eye

Nunca vou esquecer da primeira vez que avistei a London Eye. Em 2007, no dia seguinte que cheguei a Londres para o meu intercâmbio, após cumprir as obrigações com a polícia (quando vamos ficar mais de seis meses) e com a escola, saí em direção ao rio para conhecer as redondezas e cheguei até um terraço em Temple de onde avistei pela primeira vez o combo London Eye + Big Ben, visíveis a partir de vários pontos da cidade.

Apesar de que tudo até aquele momento era novidade e que a perspectiva de passar um ano naquela cidade linda me deixava nas nuvens, nada como aquela visão tinha me atingido tanto até então. Nada é mais londrino do que essa vista e eu tinha vontade de gritar de alegria por estar lá!

London-Eye-01

Depois disso, pude ver a London Eye diversas vezes naquele ano em que morei lá. Algumas vezes com amigas e roommates recém chegadas e outras, mais especiais ainda, com meus pais e meu irmão. Também passamos a virada do ano de frente pra ela em meio a queima de fogos, muito frio e uma quantidade absurda de pessoas, mas divertidíssimo.

London-Eye-02

London-Eye-03

London-Eye-04

London-Eye-05

 

Em 2010, eu e o Léo (na época meu namorado) fomos para lá e a primeira coisa que fizemos depois de deixar as malas no hotel (e comer!) foi andarmos na London Eye. Pegamos um entardecer lindo e foi maravilhoso ter essa experiência com ele! De lá, é possível avistar diversos pontos da cidade, mas o mais lindo mesmo é o Big Ben e Parlamento.

 

London-Eye-06

London-Eye-07

London-Eye-08

London-Eye-09

London-Eye-10

London-Eye-11

London-Eye-12

London-Eye-13

London-Eye-14

London-Eye-16

London-Eye-17

London-Eye-18

London-Eye-19

London-Eye-20

Também pegamos um barco no Rio Tâmisa e nossa última parada foi justamente ali, na London Eye. Foi a última vez que a vi e não vejo a hora de voltar lá e dar mais uma voltinha. 🙂

London-Eye-21

London-Eye-22

Os passeios são comprados por intervalos de 30 minutos, que também é a duração de cada passeio. Apesar de parecer bastante, o tempo passa rapidinho. A velocidade é baixa, dá pra curtir o passeio sem enjoar e entrar e sair dela ainda em movimento.

Em cada “cápsula” cabem até 28 pessoas, ou seja, é bastante gente mas o espaço é grande mesmo. Quando fomos estava bem tranquilo, acho que tinha no máximo umas 15 pessoas dentro da nossa. Depende muito da época do ano e do horário.

Eu achei o passeio maravilhoso e recomendo muito para quem vai à Londres. BUT, como tudo por lá, é caro e só visitar a região por fora (tem um centro de visitantes e uns jardins muito bacana) também já vale super a pena! Hoje sai em torno de 25 libras por adulto e um pouco menos pela internet.

 

Saiba mais!
https://www.londoneye.com/

 

Me bateu uma saudade de lá… Vamos?

Um beijo,

sign_gabi

Turistando: Warner Bros. Studio Tour Hollywood

Na verdade esses estúdios ficam na cidade de Burbank, na Califórnia, onde ficam outros estúdios grandes como a Universal e seu parque de diversões. Diferente deste, a visita à Warner é puramente focada na produção de cinema e séries de TV. É um local de trabalho, e não um parque.
 

Warner-1

 
Pra falar a verdade, essa visita não foi algo planejado para fazer enquanto estivéssemos, eu e minha amiga Cris, em Los Angeles. Em algum lugar por lá, recebi o panfleto do tour e achei que seria interessante. Liguei para reservar um horário e fomos no último tour do dia, 4.30 pm, de uma quarta-feira, se não me engano.
 

Warner-0

 
Chegamos de carro pelo estacionamento (indicado pelo atendente ao telefone) e atravessamos a rua para onde o tour começaria – uma loja linda e cheia de coisas das séries e filmes que amamos. Ali pagamos os ~salgados~ USD 48 da visita guiada e ficamos aguardando o tour começar (e durou aproximadamente umas 2 horas).
 

Veja também: Loja da NBC em Nova York

 

Warner-8

 
Todo o percurso pelos estúdios é feito naqueles carrinhos ~tipo~ de golf, mas um pouco maiores (penso que éramos uns 12 por turma em dois carrinhos). Entretanto, a primeira etapa foi numa pequena sala estilo cinema onde projetaram um filme de boas vindas mostrando as mais diversas filmagens que foram produzidas pela Warner em sua história, incluindo filmes, seriados e programas de auditório feitos ali, naquele campus.
 

Warner-carrinho

 
Recebemos as instruções, subimos nos carrinhos com o nosso guia e já demos uma voltinha pelo labirinto de estúdios que é Warner Brothers, um dos maiores produtores de entretenimento do mundo. Infelizmente, durante os passeios no carrinho, o guia nos obrigava a guardar as câmeras fotográficas embaixo de cada banco – sendo permitido tirar fotos apenas quando eles autorizavam.
 

Warner-3

Warner-2

 
A primeira parada foi nos pavilhões onde eles produzem diversos artefatos para os cenários. São diversos estúdios enormes onde artesãos parecem fazer com que qualquer coisa seja possível de ser confeccionada ou imitada para que pareça real na tela. Até a neve falsa dos filmes é feita ali.
 

Warner-4

 
Depois, fomos a um pavilhão enorme de móveis e artigos de decoração, onde o guia aponta para itens memoráveis utilizados em filmes. Tem tanta tralha e tanta tranqueira que nesse ponto ficamos um pouco decepcionadas por não conseguir identificar ou lembrar de nada daquilo (apesar do guia estar sempre falando o que foi usado, quando, por quem e em que filme). Mas nesse mesmo pavilhão, tivemos uma grata surpresa: eles mantêm montado o set do Central Perk, do seriado Friends – um dos grandes sucesso desses estúdios!
 

Friends-1

Friends-2

Friends-3

 
Não preciso nem dizer o quanto fiquei emocionada, né? Realmente não sabia que iria encontrar isso lá, e para uma fã de Friends desde sempre como eu, foi muito, muito legal! Aqui, a visita já estava paga! 😉
 

Friends-5

 
Por lá, é visível o apego que eles ainda têm pelo seriado, pois nomearam o estúdio onde gravaram todas as temporadas de Friends com o nome da série, e volta e meia cruzávamos com alguma referência.
 

Friends-8

 
Na sequência, visitamos um museu muito bacana com a exposição de diversos figurinos utilizados nas produções, com as devidas referências e até fotos das cenas em que apareciam. Alguns “Oscars” ganhos pelo estúdio também estão expostos por lá, e chegar perto de uma estatueta original é realmente emocionante para quem é amante do cinema. 🙂
 

Warner-5

 
Demos também uma voltinha pelos cenários a céu aberto, vimos uma pequena Nova York e a cidade cenográfica de Gilmore Girls e Hart of Dixie (ambas que eu também <3). Esse momento foi muito legal pois era bem mais fácil de reconhecer os lugares e imaginar as cenas acontecendo ali mesmo. Infelizmente não pegamos nenhuma gravação enquanto estávamos lá. 🙁
 

Warner-cen5

Warner-cen6

Warner-cen7

 
Por fim, fomos a um pavilhão onde estão expostos diversos veículos utilizados nos filmes. E lá mesmo fizemos uma foto que era tipo um souvenir do passeio, naquelas telas enormes de fundo verde. Mas o mais legal mesmo, que infelizmente não tenho provas, foi termos entrado no estúdio de Two and a Half Men (na época do Charlie Sheen, em que a série estava bombando). Estava vazio, mas foi muito legal estar lá e ver tudo montadinho como vemos na TV (e é tudo bem menor ao vivo, a TV aumenta mesmo!). 🙂
 

Warner-6

Warner-7

Warner-9

 
No caminho, é possível ver alguns daqueles trailers onde ficam os artistas, reconhecer alguns escritórios e estúdios e ter a certeza de que se está à alguns metros de alguma celebridade, sem nem saber quem! Acredito que todo o tour deve ser diferente, pois deve variar de acordo com o que está acontecendo naquele dia. Melhor nem falar muito nas possibilidades para não estragar a surpresa. 😉
 

Warner-cen3

Warner-cen1

Warner-cen2

Warner-cen4

 
Achei o tour maravilhoso! Alguns momentos meio chatos, mas outros tão bacanas que compensam! De lá pra cá (fomos em 2010), o preço aumentou bastante, mas pelo que vi no site, eles melhoraram a experiência, então ainda deve valer a pena, principalmente pra quem adora as séries da Warner como eu. Importante lembrar que esse passeio é melhor para quem entende bem inglês e sabe os nomes de filmes e séries nessa língua, embora se tenha, hoje em dia, tour em espanhol também.
 

Saiba mais!
http://www.wbstudiotour.com/tour

 

Deu vontade de ir lá, né? Conta aí pra mim!

Um beijo,

sign_gabi

Turistando: The Metropolitan Museum of Art – MET (NY)

Se você já ouviu falar de algum museu em Nova York, com certeza é o The Metropolitan Museum of Art, ou o MET, para os íntimos. E se você só terá tempo de conhecer um museu na sua visita por lá, é esse mesmo que deve estar no seu roteiro!

Primeiro, pela excelente localização: coladinho no Central Park e no centro do Upper East Side. Segundo, pela linda arquitetura do prédio de 1880, uma atração por si só! E terceiro, e mais importante, por ser um dos maiores museus de arte do mundo, com uma coleção de mais de 2 milhões de peças que cobre mais de 5 mil anos de cultura!

MET_01
Em 2010: a famosa escadaria do MET (e nós posando de Gossip Girl ~ #sqn) 😛

 

MET_02
Em 2013: Eu e mamis devoramos um dogão sentadinhas na escadarias! Phynas!

 

MET_03
The Great Hall

MET_04

MET_05

MET_06

MET_07

American Wing – The Charles Engelhard Court: lindo salão com luz natural e um café para tomar apreciando essas belezinhas!

 

MET_08

MET_09

MET_10

Salas e galerias com esculturas romanas e gregas: lindo!

 

MET_11

MET_12

 

O museu tem diversas “asas” e galerias para diversas civilizações, períodos da história e países. É meio impossível ver quase tudo em uma visita, então é bom pegar o mapa na entrada, escolher o que se quer ver e ir direto ao assunto. Para encerrar com muitas fotos, a ala de galerias que mais chama atenção: a de arte egípcia! Além de diversos artefatos, múmias, túmulos e tombas, tem o Templo de Dendur lá dentro! É realmente impressionante. (P.S.: e o que sobrou lá no Egito pra contar história?)

 

MET_13

MET_14

MET_15

MET_16
Esse lugar é especialmente lindo, pois tem uma vista espetacular do Central Park! Ao fundo o Templo de Dendur.

MET_17

MET_18

MET_19

MET_20

 

Eu acho o MET uma atração super imperdível para quem vai ficar em Nova York mais do que uns 4 dias. Fui lá nas duas vezes que estive na cidade e provavelmente voltarei, pois ainda tem várias alas para conhecer! Ah, e as lojinhas são lindas!

Saiba mais!
Link para MET Museum
Valor recomendado*: USD 25
Funcionamento: 10h às 17h30min (21h sextas e sábados)
Metrô: linha verde (4, 5, 6), descer na estação 86th St.

 

*Na primeira vez que fui ao MET, eu tinha o The New York Pass, então apresentamos o passe que é aceito lá e retiramos a entrada como se fosse paga. Na segunda vez, acompanhada por uma prima querida, mas pão-dura, fui convencida a entrar sem pagar já que o valor é somente “recomendado“, ou seja, não é obrigatório. Você pode pagar/doar ao museu o quanto puder para visitá-lo. Foi tranquilo, mas minha consciência pesou.

 

Um beijo!

sign_gabi

Lua de Mel Gabi & Léo: últimos dias + Winter Park!

Gente, me desculpem! Estou republicando este post que entrou no ar originalmente em 28 de junho pois o blog deu %$#@*&¨%$%@# e saiu do ar. Quando consegui recuperar, o backup mais recente não contemplava esse último post (e ainda perdi alguns que tinha programado). Muito ruim, mas é a vida! Vamos ao post?


 

Tivemos um último dia para ficar perambulando por Orlando fazendo umas últimas comprinhas (outletsWalmart, farmácia, souvenirs, etc.). Nesse dia fomos até Kissimee, uma cidadezinha colada em Orlando onde tem o shopping The Loop com várias lojas legais. Lá almoçamos no Johnny Rockets – uma rede, adivinhem, de fast food muito delícia, um dos melhores hambúrgueres que o Léo comeu (e vocês viram, né?, a quantidade de hambúrguer que ele comeu nessa viagem!). Essa rede já tem em São Paulo.

Johnny_Rockets_1

Depois da ~saga~ de fazer caber tudo fechar as malas, nos arrumamos e saímos à noite para jantar e passear pela International Drive. Achamos um shoppinzinho muito bonitinho aberto com vários restaurantes, bares e lojas e acabamos ficando por ali. O lugar se chama Pointe Orlando e nós jantamos um sushi com drinks no Funky Monkey, bem bacana!

Funky_Monkey

Na manhã seguinte, fizemos check out do nosso hotel e fomos tomar nosso último café da manhã super delícia no Dunkin’ Donuts – com direito a donuts docinhos MARA! Alguém se sujou … <3 <3 <3 <3 <3

Dunkin_Donuts_01

Dunkin_Donuts_02

Depois fomos passar a manhã em Winter Park, uma cidade ao norte de Orlando que é uma gracinha! Caminhamos pela avenida principal e passamos por vários cafés, boutiques, lojinhas e galerias muito charmosas! Realmente é um programa bem diferente do que estávamos fazendo. A cidade é muito bem cuidada e tem muito verde, veja só.

Winter_Park_01

Winter_Park_02

Winter_Park_03

Winter_Park_04

Winter_Park_05

Winter_Park_06

Winter_Park_07

Winter_Park_08

Winter_Park_09

Winter_Park_10

Winter_Park_11

Winter_Park_12

Winter_Park_13

Winter_Park_14

Winter_Park_15

Winter_Park_16

Lindo demais né? Vontade de comprar uma casinha por lá e viver de blog, hihihihi! (Sonhar não custa, né?). Queríamos ter almoçado por lá, numa mesinha na calçada como habitués, mas, gente, estava o dia mais quente que já havíamos experimentado por lá e estava impossível ficar na rua! Optamos por ir almoçar no Florida Mall – shopping enorme que fica mais perto do aeroporto, e fugir do calor infernal! Lá almoçamos em um restaurante japonês daqueles de esterinhas como já vimos na tevê! Fica no meio do shops e se chama Wasabi – bem legal!

Wasabi

Depois disso, pegamos nosso voo para Washington e de lá para Guarulhos. Chegamos em Porto Alegre no dia seguinte cheios de fotos, presentes, histórias e lembranças muito felizes! Foi uma lua de mel e viagem maravilhosa – apesar de longa, pois foram 25 dias, voltamos para casa cheios de energia e com vontade de ter ficado muito mais e feito muito mais coisa! Aquele gostinho de “quero mais” fundamental para nos dar ânimo e conquistar logo uma nova oportunidade de viajar!

Esperamos que vocês tenham gostado de acompanhar toda a nossa lua de mel por aqui. Nós, com certeza, adoramos ter contado cada detalhe dela para vocês!

Um beijo,

Gabi.